Total de visualizações de página

18 de ago de 2011

Coluna do Carlos Ferreira - O Liberal

Papão trata de reconquistar sócios torcedoresAtravés de melhores serviços de atendimento, com mais tecnologia e maior atenção, a empresa Ingresso Fácil, do Grupo BWA, que assumiu a gestão do “Sócio Torcedor” do Paysandu, está tratando de reconquistar a credibilidade do Programa junto à torcida para buscar novas adesões. O Programa chegou a ter cerca de 900 adesões, mas restam menos de 200 pagando regularmente as mensalidades. Por enquanto, a renda não está pagando nem os custos, segundo o presidente Luis Omar Pinheiro. O Papão percebeu que andou para trás ao se precipitar no lançamento do “Sócio Torcedor” no f inal de 2009
com a empresa goiana Web Marketing. Foi um desastre! Público mal atendido, decepção geral, descrédito. Como agravante, o clube não se empenhou em cumprir os compromissos de vantagens aos torcedores. Até o final do ano o trabalho da Ingresso Fácil será para zerar a dívida de compromissos do clube, mostrando na prática a eficiência da nova gestão do Programa. Se o Papão de-colar na Série C e obtiver o acesso à Série B, a empresa intensificará imediatamen-
te as ações de conquista de adesões para consolidar o Programa em 2012.

Bicolor vai se unir ao Leão pela “terra prometida”

Depois de anunciar que o Paysandu desistiria da área oferecida pela Orefeitura de Mari-tuba à margem da alça viária, o presidente Luis Omar Pinheiro fez reavaiação e disse ao colunista que vai lutar pela “terra prometida”, como também garantiu o presidente do Remo, Sérgio Cabeça. Os dois clubes devem se unir na mobilização de padrinhos políticos para que o governador Simão Jatene avalize a doação prometida pelo prefeito Bertoldo Couto, de Marituba. São 120 mi l metros quadrados para cada clube, lado a lado, a quatro quilômetros da BR 316, para aproveitamento com Centro de Treinamentos e Sede Campestre. Tanto Paysandu como Remo focam também num “plano B”. O Papão tenta convencer o empresário Satoshi Sató a negociar
seu campo em Ananin-deua. O Leão está na expectativa da aquisição do campo do Sacramenta, em comodato, por um grupo de empresários que está fechando parceria com o clube azulino nas categorias de base.

Torcidas organizadas do Papão se juntam hoje à tarde na Curuzu para manifestação de apoio ao time e ao técnico Roberto Fernandes. A intenção é transmitir confiança para o jogo de
sábado contra o Águia, em Marabá. É uma iniciativa muito oportuna, depois do fuzuê causado pelo presidente Luis Omar Pinheiro na atitude agressiva e intempestiva de sábado em Lucas do
Rio Verde, quase provocando a saída da comissão técnica.

Muito apropriada a forma como o Paysandu puniu os jogadores Andrey e Rodrigo Pontes por terem brigado num treinamento do fim de semana. Cada um terá que doar para uma insti-tuição assistencial cestas básicas num valor correspondente a 10% do salário. E a doação terá que ser feita diante da imprensa. Isso é indisciplina com solidariedade!

Luciano Henrique, Robinho e Thiago Potiguar. Dos três, dois serão escalados para o jogo contra o Águia, segundo o técnico Roberto Fernandes, que pela primeira vez admite a possibilidade de co-
locar Luciano Henrique no banco e escalar Thiago Potiguar e Robinho juntos no meio de campo. Sidny de volta à lateral direita e Rodrigo Pontes ao meio de cam-po. No mais, o mesmo time que empatou com o Luverdense.

Nenhum comentário: